Você é único
06-12-2012

Ano após ano, recebemos impactos e pressões para deixarmos de acreditar que somos interessantes quando somos nós mesmos. Há uma espetacularização da vida como se tudo fosse um sucesso, como celebridade. E a nossa autoestima está ligada a tudo isso. Será que deveríamos acreditar no que vemos nas redes sociais? Nas fotos, todos parecem lindos, amados, saudáveis, cheios de amigos e sempre felizes.


Encontramos diariamente na TV, nas revistas e na internet receitas prontas de como ser e de como viver. O mercado tomou conta da transmissão de experiência, como uma estratégia de lucro. Até mesmo a top model é programada para produzir insatisfação para que as mulheres comprem o que ainda não têm. Há garotas atualmente fazendo até cirurgia plástica na vagina por acreditarem que serão mais valorizadas e, portanto, felizes. Busca frenética e obsessiva pela felicidade.


Há tempos a timidez é interpretada como um traço patológico, como se somente o extrovertido e o popular fossem normais. Cursos para as pessoas deixarem de ser tímidas intensifica a pressão para que os quietos desistam do seu jeito de ser. O grande sucesso de vendas do livro “O Poder dos Quietos”, da escritora Susan Cain, chegou para tirar os tímidos da lista de pessoas problemáticas. Que venham outros livros que valorizem as diferenças e a singularidade do jeito especial de cada um ser.


Desejo a todos que iluminem os dias com o seu próprio brilho. Com a alegria de ser diferente, de ter a sua opinião sobre os fatos e com a serenidade de não precisar estar na mídia para valorizar o seu trabalho. Desejo que descubra que a sua força não está no que é aplaudido, mas no que funciona.

Compartilhe:
 
Envie por e-mail:
Imprimir: